quarta-feira, 10 de abril de 2013

Buquê: a tradição, o significado e seu vários modelos.


Os buquês de noiva, assim como o vestido e as alianças são símbolos marcantes das cerimônias de casamento. Ornamento usado desde a Antiguidade, esse acessório possui significado ímpar. 

A tradição do buquê de noiva está ligada a simbologia da vida, já que as flores são os órgãos reprodutores das plantas, portanto está ligada a fertilidade. Acredita-se que o buquê teria surgido na Grécia como uma espécie de amuleto protegendo a noiva contra o mau olhado e maldições. 

Em um artigo publicado em seu site a autora Vera Simão fala um pouco sobre as tradições do buquê e afirma que ele era feito com maços de ervas, mas com o tempo as ervas foram substituídas por flores variadas: de copo de leite e rosas, a orquídeas e flores do campo. 








O buquê é elemento essencial para compor o look da noiva e a regra básica é que ele esteja harmonioso com o vestido. Ele pode ser feito de flores naturais ou artificiais.

Nos casamentos realizados pela manhã ou a tarde, é aconselhável que o buquê seja de pequeno ou médio porte e com flores do campo ou flores coloridas, já para as cerimônias a noite recomenda-se buquê maior com flores mais nobres. Os formatos e modelos são muitos variados, da única flor ao tipo cascata ou o, atualmente mais usado, com forma de bolinha. Essa decisão fica à critério da noiva. 









Qual seu modelo preferido? Deixe seu comentário.

(Fonte: Peguei o Bouquet; Site Vera Simão)




Nenhum comentário:

Postar um comentário